Estudo Bíblico Israel na Grande Tribulação


“A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias. Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente,que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos. Então, ouvi grande voz do céu, proclamando:Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta. Quando, pois, o dragão se viu atirado para a terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão; e foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que voasse até ao deserto, ao seu lugar, aí onde é sustentada durante um tempo, tempos e metade de um tempo, fora da vista da serpente. Então, a serpente arrojou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, a fim de fazer com que ela fosse arrebatada pelo rio. A terra, porém, socorreu a mulher; e a terra abriu a boca e engoliu o rio que o dragão tinha arrojado de sua boca. Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar.” Apocalipse 12.6-17

Já vimos que a mulher, que apareceu no céu, é Israel. E o dragão que se deteve diante dela, e queria lhe devorar o filho quando nascesse, é Satanás. No primeiro versículo, vimos também a mulher no céu, vestida do sol com a lua debaixo dos pés, e uma coroa de doze estrelas na cabeça.

Agora, a mulher se encontra em grande aflição sobre a Terra. Trata-se do tempo da Grande Tribulação, quando Israel será perseguido pelo dragão.

Pelo fato de a mulher se ocultar no deserto e ser sustentada por Deus, por um período de três anos e meio, muitos estudiosos do Apocalipse acham que se trata apenas da segunda metade da Grande Tribulação.

Isto em parte está certo, mas deve-se observar outra coisa: já vimos que no sinal da mulher e do dragão é reproduzida toda a história de Israel.

Durante os séculos, Israel sofreu fortes dores de parto até o nascimento do Messias. Então aconteceu o arrebatamento do Messias, e com Ele, do ponto de vista do plano da salvação, o arrebatamento da Igreja do Senhor Jesus, pois quando Ele subiu ao Céu, em princípio e pela fé nós já estávamos em Seu corpo.

Por isso, Deus nos ressuscitou e nos fez sentar juntamente com Ele: “e, juntamente com ele, nosressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” (Efésios 2.6).

E, então, o que nasceu de Israel no final dos tempos? Os cento e quarenta e quatro mil selados dos filhos de Israel, “…os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro”(Apocalipse 14.4).

Por isso, a mulher que foge não diz respeito apenas aos três anos e meio da Grande Tribulação, mas a todo o período histórico de um povo perseguido desde o seu nascimento.

Mas mesmo assim, durante a sua peregrinação, Israel nunca foi abandonado; pelo contrário, sempre foi sustentado por Deus e preservado como nação, mesmo durante o período da dispersão.

Quando Israel saiu do Egito e o dragão egípcio o perseguiu para destruí-lo, já era um simbolismo da perseguição pelo dragão vermelho durante a Grande Tribulação.

Artigo recebido por email sem identificação do autor
|
Divulgação: estudosgospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!