Estudo Bíblico A Era da Grande Colheita


Eis que vos digo: levantai os vossos olhos e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa Jo 4:35

Um dos mistérios de Deus é como Ele colocou o relógio profético de acordo com o calendário hebraico. A festa de Sucot é destinada a colheita, é chamada de "festa da colheita". É uma das poucas comemorações que ainda não foi cumprida totalmente.

Para lhe dar uma ideia de como Deus está trabalhando com o calendário hebraico, quando o Messias foi crucificado, tornando-se Cordeiro de Deus para o mundo, foi na Páscoa. Quando Ele ressuscitou dos mortos, foi precisamente na festa das primícias. Depois de sua ascenção ao céu e 50 dias após a Páscoa foi o derramamento do Espírito Santo durante Pentecostes ou a festa hebraica de Sucot que indica o inicio da safra. Temos estado em meio à grande colheita nos últimos 2000 anos.

A Festa da Colheita

Sucot é também conhecida como a Festa da Colheita; é o período no qual a produção dos campos, pomares e vinhas é colhida. Os celeiros, terreiros e prensas de vinho e azeitonas trabalham a todo vapor. Semanas e meses de labuta e suor empregados no solo finalmente são recompensados. O fazendeiro sente-se feliz e entusiasmado. Não admira que Sucot seja a Estação do Júbilo.

Cada um dos sete dias de Sucot representa uma década da vida - setenta anos no total(aproximadamente) - a duração da vida humana na terra. Esta vida curta poderá ser considerada somente como um período de preparo para a vida eterna, a vida em que a fortuna material não conta e onde somente a riqueza espiritual tem valor. Os armazéns de trigo, de vinho e azeite devem ser deixados para trás, enquanto somente os armazéns de Torá e de mitsvot, boas ações, podem ser levados e aproveitados na vida eterna.

Assim, A Festa da Colheita,  num sentido mais profundo, nos ensina juntar, reter e armazenar as experiências religiosas e a elevação espiritual.

O Melhor Ainda Está Por Vir!

No mundo, o foco da vida é: Agora! As pessoas se concentram na juventude, saúde, beleza, habilidades e capital. É como se tudo estivesse indo ladeira abaixo em uma festividade sombria pela falta de Deus nos corações. Mas no calendário de Deus, o seu povo, vive completamente o oposto!

Então ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povo de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor porque as primeiras coisas se passaram. Ap. 21:3,4

Deus está guardando o melhor para o final! Enquanto o mundo e seu sistema continuam piorando, envelhecendo e caminhando para destruição, as coisas de Deus só tendem a melhorar! Alegrem-se ao olhar para o dia quando não haverá mais morte, nem tristeza, nem dor porque Nele todas essas coisas hão de passar. Jogue fora a mentalidade mundana e busque a Deus, porque a maior celebração nos espera! Continue, mesmo que esteja difícil porque a final da colheita é júbilo para os que perseveram!

Autor: George Whitten
Traduzido e complementado por: Wilma Rejane


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!