Você é Maria vai com as outras? Conhece alguém que é facil de convencer?


“Muitas pessoas são outras pessoas, seus pensamentos geralmente são as opiniões dos outros, suas vidas uma imitação e suas paixões uma citação”

Você valoriza sua visão? Mas e se sua visão for danificada? Como você se sentiria? E se você ficasse cego? O que você faria? Mas espere, e se eu te disser que a sua visão está danificada por que não consegue enxergar o que está a sua frente? E o mais importante, você quer ver?

Eu gostaria de compartilhar algumas coisas com vocês, algo para se pensar, porque onde há escolha, há liberdade, devemos ter em mente que quanto menor for a nossa percepção, mais cegos ficaremos e se quisermos enxergar novamente, devemos expandir nossa percepção. Precisamos entender que: A realidade é muito mais complexa do que foi ensinado.

Mas antes de qualquer coisa, devo avisá-los, o que eu ofereço aqui nada mais é do que algo para se ler, pensar sobre o assunto e espalhar. Como o caráter deste ensaio é voltado à reflexão, não haverá muitas provas concretas neste primeiro, meu propósito é fazê-lo aos poucos aceitarem a parcela da verdade que estão escondidas de vocês e que assim possam como eu, fazerem suas próprias pesquisas, pois ainda temos tempo para fazê-lo.

Você consegue superar a sua programação?
Superar aquilo que obstruiu a sua visão como escolas, televisão, internet, rádio e religião. Fatores que contribuíram para a nossa cegueira. As funções dessas coisas nada mais são do que dispositivos retardatários intelectuais e espirituais que nos deixam alienados, nos cooptando a aceitar valores impostos por forças que não podemos nem imaginar ou até podemos, mas achamos que são meras histórias de filme ou livros para nos entreter enquanto estamos ocupados demais com nosso trabalho que nos suga ou com a péssima qualidade do ensino, o futebol ou o que irá acontecer no próximo capítulo da novela.

E que são nossa única fuga para buscar uma forma de entretenimento, que infelizmente não acrescenta em nada na sua vida e te deixa em um estado de alienação, mas que está lá para distrair a sua cabeça e o impede de desenvolver um senso crítico do que está ao seu redor, claro que você deve estar se perguntando se talvez a solução esteja em livros, eu digo que está, mas não nos livros da moda, a famosa categoria “Auto-ajuda” que faz com que você gaste dinheiro e tempo para no fim perceber que nada como uma conversa ou reflexão não resolvesse. O que estou querendo dizer é que no fim, inconscientemente estamos nos tornando mais e mais dependentes destes tipos de artifícios criados como válvulas de escape e no fim continuamos a dar voltas em círculos.

Mas e se eu também lhe falasse que desde o seu nascimento você foi programado a pensar sob parâmetros de percepção limitados intelectual, mental e espiritualmente que nossa percepção mental caiu tanto que apenas nos atemos ao básico de ação e reação, o que isso significa? Que muitos de nós fomos reduzidos a autômatos sem mentes apenas capazes em reagir às pessoas e informação sem o cuidado de se construir um processo intelectual concreto. Ou seja, não possuímos mais auto-análise de nós mesmos ou do mundo que nos cerca, apenas aceitamos o que é imposto, um exemplo é o ensino que dificilmente nos faz refletir sobre determinados assuntos, nós apenas recebemos a informação e a reproduzimos para o papel.

Essa nossa inabilidade de enxergar nos mantém em estado de ignorância e nos faz crer que já sabemos tudo aquilo que é necessário saber sobre toda a origem da vida na terra e termos um conceito muito simples do que realmente somos. O ser humano é muito mais complexo e poderoso do que lhe foi ensinado e não pense que essa ignorância é auto-criada, ela é criada por um sistema que controla o mundo. E este sistema mundial tem um vasto poder de induzir desejos que partem desde a idéia do materialismo desenfreado, o gosto pela luxúria e sermos amantes de um falso poder que jamais iremos alcançar. Mas quem é este sistema? Quais são seus objetivos? E quem criou esse sistema?

Antes de qualquer coisa gostaria de dar uma definição sobre sistema:
Sistema SM 1. Conjunto de elementos, entre os quais haja alguma relação. 2. Disposição das partes ou dos elementos de um todo, coordenados entre si, e que formam estruturas organizadas. 3 Reunião de elementos naturais da mesma espécie. 4. Método, plano. 5. Modo, jeito. 6. Modo de governo, de administração, de organização social.

O sistema é tudo o que está a sua volta tudo o que foi criado ou que existe e que te mantenha inserido dentro dele, é um mundo regido pelas leis-regras, sendo produto direto das instituições governamentais. Ele se manifesta sob diversas formas: como a religião, as instituições financeiras, o ramo do entretenimento e o governo são algumas das formas na qual o sistema se manifesta.

O sistema é baseado no poder, imagem, medo, não tolera questionamentos e odeia quem consegue ser ele mesmo, criam dependentes e os controla, faz com que você viva em um mundo que acha que vive ou tenta viver. O sistema força o indivíduo a se programar desde o seu nascimento e te torna um escravo, mas de forma sutil, imperceptível e não como antigamente.

Vale dizer que imposição pelo medo vem desde a antiguidade, podemos colocar os egípcios, os gregos, romanos, ingleses, americanos, etc. Cada um deles fez uso da força e repressão como Napoleão, Stalin, Hitler, Mao Tse Tung e Idi Amin ou pela autoridade divina como faziam os faraós que alegavam serem deuses na terra ou como os imperadores da idade média em parceria com a Igreja Católica que colocavam o rei como ligação direta com Deus e privando o povo de adquirir conhecimento, pois era heresia.

Mas e hoje em dia será que essa imposição não existe? Acredito que você deva sentir um pouco de medo de refletir e conseguir descobrir o que está por detrás da matrix por medo das pessoas lhe acharem louco, mas a normalidade é uma mera questão de estatística, explicando melhor, você é apenas normal porque acredita e age como os outros, mas e se de uma noite para o dia todos mudassem os seus hábitos e costumes e você fosse à única pessoa a manter suas crenças, quem seria o louco?

Você pode até pensar que nada lhe é imposto, mas eu posso dizer que existem formas de imposição e uma delas vem através da sugestão, esse sistema não precisa mais fazer como em regimes Stalinistas ou Hitleristas, eles podem usar o público ingênuo e bem treinado para exercer este tipo de opressão, pois como a maioria já está influenciada por eles e estão ocupadas demais para pensar nisso. Quem nunca teve medo de não ser aceito e teve que abrir mão das suas convicções?

Esse sistema que nos faz crer que sem ele, bilhões de pessoas ficariam sem as necessidades básicas, mas quais são estas necessidades? Do que você necessita? O sistema dita que o consumo por quinquilharias e inutilidades é um sinal de status e acabamos por interpretar isso como o sentido da vida, como disse anteriormente, desenvolvermos um gosto pelo materialismo.

Hoje não é mais necessária uma lei marcial de caráter ditatorial, você já é oprimido pelas próprias pessoas, que possuem uma opinião pré-definida, agora imagine que você comece a enxergar o que está por trás do véu da ilusão e não se contente mais com a margem do rio e se aprofunde nele, será que você seria capaz de suportar que certas verdades são devidamente maquiadas para que se pense que é apenas historinha? E o que você faria se percebesse o quanto isso influenciou a ser o que é? Ver os outros ainda vivendo dentro desta ilusão e ficarem mais e mais dependentes dela, como se fosse uma droga e você tenta alerta-los da mentira que eles estão vivendo, mas eles te ridicularizam e lhe chamam de conspiracionista, maluco ou uma pessoa frustrada na vida? Afinal, as pessoas que vivem nesta mentira inconscientemente criam uma defesa mental em prol de defender o seu mundinho sem se dar conta do que está acontecendo.

Aceitamos os valores e mudamos de acordo com a vontade deles, através da mídia, entretenimento ou opinião pública, mas parcialmente sabemos ou sentimos que existe algo de errado, mas muitos de nós perdemos a autonomia dos nossos atos e deixamos tudo nas mãos deles, porque eles agüentam a culpa, quantos de nós já ouvimos alguém dizer que a culpa é do governo? Será que não temos grande parte desta responsabilidade? Uma pessoa condicionada acredita que já existe muita responsabilidade para ela, como sua carreira, seus estudos, o que vai fazer no fim de semana e por ai vai, então podemos dizer que por mais que este sistema (governo, religião, entretenimento e educação) seja falho, nós alegremente damos nossas rédeas para ele. E ele nos cria como bebes, pois não suportamos este fardo, então nos são fornecidos estes mecanismos para nos distrairmos e não possamos perceber o que está a nossa volta.

Pensem bem, proteção também pode ser interpretado por controle.

Se você conseguiu refletir sobre o que está escrito até agora, então nota-se que existe um grande esforço é despendido para fazer as pessoas acreditarem que elas têm total controle sobre suas vidas. Como eu disse anteriormente nós sentimos que existe algo errado, mas sem perceber precisamos dessa ilusão de auto-suficiência, para não nos sentirmos controlados.

Como isso?
Através do condicionamento,

Condicionar v.t. 1. Por ou impor condições a. 2. Estabelecer como condição. 3. Habituar-se a condições novas.

Vamos fazer uma breve reflexão sobre como eram os valores e comportamentos há dez anos, simplificando, imagine-se uma criança de 12 anos e tente lembrar-se de como eram os hábitos da sua época, agora olhe para uma criança de 12 anos e perceba como o comportamento está muito diferente, não quero comparar as diferenças tecnológicas. Nossa sociedade vem experimentando mudanças de comportamento em uma ampla variedade de assuntos. Existe uma técnica para isso, é o chamado plano das seis etapas:

Etapa 01. Alguma prática tão ofensiva que nem deveria ser discutida em publico é defendida por um especialista respeitado em um foro respeitável;

Etapa 02. A princípio, o público fica chocado, depois indignado;

Etapa 03. No entanto, o simples fato que tal coisa tenha sido debatida publicamente torna-se o assunto do debate;

Etapa 04. No processo, a repetição prolongada do assunto chocante em discussão gradualmente vai anulando seu efeito;

Etapa 05. As pessoas não ficam mais chocadas com o assunto;

Etapa 06. Não mais indignadas, as pessoas começam a debater posições para moderar o extremo, ou aceitam a premissa, procurando os modos de atingi-la;

Vou citar alguns assuntos que já foram abordados em revistas, novelas e jornais para que entenda como o público gradualmente vai aceitando essas condições:

Suicídio e eutanásia; O sistema visa convencer as pessoas de que matarem a si próprias para beneficio pessoal ou da sociedade é uma boa idéia. Você é convencido de que é seu direito morrer com “dignidade” e controlar sua hora final. O ato de suicidar-se foi banalizado pelos filmes e canções.

Aborto; Hoje em dia não arcamos com as responsabilidades dos nossos equívocos, visando o tão sonhado plano de carreira ou por medo da não aceitação das pessoas que nos cercam e simplesmente eliminamos o problema, ou melhor, uma vida inocente.

Alguns outros exemplos como infanticídio, aniquilação da África e canibalismo.

Com qual objetivo o sistema/mídia vem construindo estas idéias? Seriamos um punhado de ratos de laboratório para que algo maior se concretize e precise de nossa aceitação? E o que seria esse algo maior?

Alguns céticos que lerem este ensaio poderão dizer que essas “novas tendências”, é apenas a evolução do pensamento ou estamos migrando para novos patamares ideológicos, mas pense por um instante, que tipo de ascensão intelectual é essa que faz com que seja normal o derramamento de sangue não haja sensibilidade? Que mentes modernas são essas que conseguem desenvolver tecnologia suficiente para produzir alimentos e tantas pessoas passam fome? Que grau tão elevado de inteligência é esse que faz com que ainda nos comportemos como animais e faz com que sejamos um punhado de bípedes controlados e mórbidos?

Devemos ser resolutos em nossa intenção de enxergar e você só vai ver se esta for a sua intenção. Pois a realidade é muito mais complexa do que nos ensinaram, há infinitas interações, causa e efeito através do universo durante toda a dimensão que nos impacta de maneira profunda e nossa cegueira é o maior estratagema para sermos controlados.

Uma ultima pergunta:
O quanto será que você acha que é livre? Você consegue distinguir até onde se limita o seu livre arbítrio e onde agimos de acordo com as informações que recebemos a vida toda e enxergar quais tipos de informações são essas? Resumindo, até onde você é manipulável? E lembre-se, você é aquilo que te influência, basta apenas entender isso.

“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe”.
 
RESUMO:
Significado de Maria vai com as outras. É uma pessoa que não tem opinião, que segue o comando dos outros, que se deixa convencer com facilidade. Era uma vez uma ovelha chamada Maria, onde as outras ovelhas iam, Maria ia também, as ovelhas iam para baixo, Maria ia também. Pessoas sem personalidade, caráter ou opinião própria que sempre concordam em tudo com o que lhe falam. A ovelha Maria era mesmo uma maria-vai-com-as-outras. Até o dia em que descobriu que cada um pode ter o seu próprio caminho, basta querer...

Autores Diversos
(estudo recebido por email)


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!