Escândalo e Loucura da Crucificação

 
"Mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os gregos; mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos Cristo crucificado, poder de Deus e sabedoria de Deus" (I Coríntios 1.23-24). Em Filipenses 3.18, o mesmo Paulo diz: "Muitos há, dos quais digo, até chorando, são inimigos da cruz de Cristo". Em Lucas 16.16 o Senhor Jesus diz: "Porque a lei e os profetas duraram até João. Desde então muitos fazem violência ao Reino de Deus. Muitos dele se apoderam com violência". Então, dizer para o judeu que Cristo deve ser crucificado e morto era um escândalo, pois eles esperavam um Cristo poderoso e vitorioso, que permaneceria para sempre com Israel; como podemos verificar em João 12.34. E dizer para o grego que Cristo é sabedoria de Deus e poder de Deus, é uma verdadeira loucura, pois queriam eles entender pela razão a loucura do Evangelho.
 
Aliás, a lógica de Deus não é a mesma lógica dos homens. Para os sábios e entendidos: um mais um e mais um são três. Porém, para Deus, isso é um, pois, como entender Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, um só Deus? Para muitos hoje continua um escândalo. Daí muitos rejeitaram o Filho de Deus. Para os homens receberem a salvação, necessário se faz trabalhar, sofrer. É a filosofia do "dá cá e toma lá". Esta é a logica humana; mas a lógica de Deus é crer para justificar ao ímpio. Não foi isso que aconteceu ao malfeitor pregado na cruz ao lado de Jesus? "Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso", Lucas 23.43. Não há outra saída, a lógica de Deus é outra: para uns é loucura, enquanto para outros escândalo. Os judeus até o dia de hoje não podem admitir o contrário.
 
O Senhor Jesus teria que ser crucificado, morto e ressuscitado. E o que foi que ele disse em relação ao Seu corpo e o seu sangue? "Se não comerdes a carne do Filho do homem e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos", João 6. Claro que não se come literalmente a sua carne, e nem se bebe literalmente o seu sangue; mas literalmente ele deu a sua carne e derramou o seu sangue ao ser crucificado. Quem dele se apodera, ou o recebe literalmente como o salvador único e suficiente, é salvo literalmente, nada mais e nada menos. E assim ele literalmente intercede pelos seus escolhidos, e por eles vive literalmente intercedendo junto ao Pai. veja isso em Hebreus 7.25.
 
Então, leitor distinto, ouvir falar disso tudo desta maneira, causa-lhe escândalo ou loucura? O Senhor Jesus disse certa vez: "Bem-aventurado é aquele que em mim não se escandalizar". Muitos, segundo a narrativa de João 6, ao ouvirem que teríam que comer a carne dele e dele beber o seu sangue, retiraram-se e já não mais andavam com ele. Permita Deus que o mesmo não lhe suceda. Por isso lhe dizemos: tome posse da vida eterna enquanto é tempo, como diz no livro de Apocalipse 22.17: "quem tem sede, venha, e tome de graça da fonte da água da vida". A salvação é de graça. Mas, para muitos, o que é dado de graça não tem valor. Mas não se esqueça que esse "de graça" já recebeu um alto e elevado preço, que foi a vida do Filho de Deus. E isso valeu para ele e pode valer para você. Não se escandalize, mas crê tão somente. E que Deus o ajude.

 

Autor: Pastor Timofei Diacov
Igreja Batista Central de Lins, SP


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!