Reflexão Vai Com Deus!


Texto básico: Êxodo 33:1-6.  

Disse o SENHOR a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que tiraste da terra do Egito, para a terra a respeito da qual jurei a Abraão, a Isaque e a Jacó, dizendo: à tua descendência a darei. Enviarei o Anjo adiante de ti; lançarei fora os cananeus, os amorreus, os heteus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus. Sobe para uma terra que mana leite e mel; eu não subirei no meio de ti, porque és povo de dura cerviz, para que te não consuma eu no caminho. Ouvindo o povo estas más notícias, pôs-se a prantear, e nenhum deles vestiu seus atavios. Porquanto o SENHOR tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: És povo de dura cerviz; se por um momento eu subir no meio de ti, te consumirei; tira, pois, de ti os atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer. Então, os filhos de Israel tiraram de si os seus atavios desde o monte Horebe em diante. (Êxodo 33:1-6 RA).

Uma das frases que mais ouvia de minha mãe quando eu ia para algum lugar era: Vai com Deus!          

Ainda hoje essa frase é usada por muitos pais, irmãos, parentes e amigos. Mas será que Deus irá conosco para qualquer lugar que formos?

Será que iria conosco a um bar para beber e se divertir? Ou a um baile funk ou para as baladas, como dizem os mais jovens? Ou então iria conosco fazer um assalto ou cometer qualquer tipo de delito?

Lembro-me de uma cena do filme “Cidade de Deus”, onde os assaltantes reunidos oram o Pai-nosso para que o assalto ocorra tudo bem; também me lembro de uma cena dos “Sem-Terra”, armados para invadir uma fazenda, pedindo a proteção de Deus, a oração pela “propina” feita pelos deputados. Creio que todos nós já vimos ou ouvimos alguém orando para que algo que desagrada a Deus ocorra. Então o que podemos dizer de tudo isso? Seria Deus conivente com essas atitudes?

Afinal as promessas de Deus para Seu povo e Sua Igreja de que estaria sempre conosco, não seria verdadeira?

Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. (Mateus 28: 19-20 RA).

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. (Hebreus 13:5 RA)

Até onde irá Deus conosco? Devemos primeiramente nos lembrar que Ele vê todas as coisas e tudo sabe, até mesmo antes que pensemos, nada escapa ao Seu olhar.

SENHOR, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra me não chegou à língua, e tu, SENHOR, já a conheces toda. Tu me cercas por trás e por diante e sobre mim pões a mão. Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim: é sobremodo elevado, não o posso atingir. Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; (Salmos 139: 1-8 RA)

Deus habita em nosso espírito através do Espírito Santo, somos o Seu Santuário.

Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1 Coríntios 6: 18-19 RA)

E se Ele habita dentro de nós, podemos dizer que está conosco em qualquer circunstância.

Entretanto, no texto e nos versículos que lemos hoje, lemos que Deus Se recusa a seguir junto com Israel no caminho da Terra Prometida. O povo havia feito um bezerro de ouro para adorar como Deus (Êxodo 32), e a ira de Deus se revelou contra essa idolatria. Em vista disso, muitos morreram. Entretanto Deus é fiel em Suas promessas e vai cumprir o que lhes havia prometido, de dar a eles uma terra onde manava leite e mel. Um anjo iria à frente e expulsaria os habitantes da terra. Mas Deus não podia acompanhá-los enquanto a desobediência estivesse presente.

Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça. (Isaías 59:1-2 RA)

O pecado faz com que Deus fuja da nossa presença. Na vida do crente a via deliberada no pecado vai entristecendo o Espírito Santo, cauterizando a consciência do crente e isto pode levar a morte espiritual.

Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios, pela hipocrisia dos que falam mentiras e que têm cauterizada a própria consciência, (1 Timóteo 4:1-2 RA)

E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. (Efésios 4: 30 RA)

Não apagueis o Espírito. (1 Tessalonicenses 5: 19 RA)

Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; (Hebreus 10: 26 RA)

Deus exige que nos arrependamos e confessemos os nossos pecados. Em Êxodo 33:16-17, Moisés intercede pelo povo, então Deus novamente volta a acompanhá-los.

Pois como se há de saber que achamos graça aos teus olhos, eu e o teu povo? Não é, porventura, em andares conosco, de maneira que somos separados, eu e o teu povo, de todos os povos da terra? Disse o SENHOR a Moisés: Farei também isto que disseste; porque achaste graça aos meus olhos, e eu te conheço pelo teu nome. (Êxodo 33: 16-17 RA)

Hoje, Jesus é o nosso Mediador e intercede por nós diante de Deus Pai.

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,   o qual a si mesmo se deu em resgate por todos: testemunho que se deve prestar em tempos oportunos. (1 Timóteo 2:5-6 RA)

Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós. (Romanos 8: 34 RA)

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. (1 João 1: 9 RA)

Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; (1 João 2: 1 RA).

Deus guiou o povo, mas não da forma que desejavam. Aprenderam que tinham que submeter ao Senhor e confiar somente Nele. Em nossas vidas, há momentos em que ansiamos por uma resposta conforme a nossa vontade. Queremos a cura de uma doença, a conversão de um ente querido, ou um bem material; porém não nos cabe exigir que Deus nos conceda os nossos desejos. Ele é o Senhor do tempo e conhece o momento certo de nos dar as coisas, devemos antes buscar as coisas do Reino.

Buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal. (Mateus 6: 33-34 RA)

Maranata! Ora vem Senhor Jesus!

| Autor: Pr. Alcebídios Garcia Dias | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!