Encontramos, porém, na história do filho pródigo um tipo diferente de prisioneiro. Ele não está atrás das grades, não foi condenado, não há sentença a ser cumprida em uma penitenciária, mas, por opção, voluntariamente, colocou-se numa situação de dificuldade extrema.
Como é difícil isto: avaliar o que realmente importa em alguns momentos específicos da nossa vida e tomar a atitude certa em relação ao que vamos fazer.
O chamado é o começo de tudo. Podemos pensar que ele acontece no momento da conversão ou também após. De qualquer forma, é uma experiência marcante e decisiva que muda nossa vida e nossa trajetória.
Viver consiste no desafio de alargar o coração e deixar que réstias de luz iluminem as nossas sombras. Não permitamos que trevas se alastrem dentro da gente.
"Quem diz o povo ser o Filho do Homem?... E vós, quem dizeis que eu sou?" (Mateus 16.13-16).
E você, meu amigo, o que diz a respeito de Jesus? 
Qual outro Deus que pode dar um fim nessa sensação triste de quem vive em solidão? A quem recorreremos? Somente Jesus se compadece das nossas fraquezas. Somente Jesus "é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia" (Salmo 46.1).
Orígenes concluiu que os judeus "jamais serão restaurados à sua condição anterior. Pois eles cometeram um crime da categoria mais repelente, ao conspirarem contra o Salvador da raça humana".
A violência se alastra por todas as metrópoles. Semanalmente presídios se convulsionam em rebeliões. Multiplicam-se favelas com a falta de políticas habitacionais. Idosos gastam seus últimos e valiosos dias em filas da previdência. A prostituição infantil no Ceará virou notícia internacional...
Não dá para entender como é que pessoas que se dizem cristãs insistem em viver na crise como se não existisse crise. Dizem que servem a Jesus, mas dividem os seus dias de molde a deixar também bastante tempo para jogos e lazer, e para desfutar os prazeres carnais do mundo. Estão tranquilos enquanto o mundo arde em chamas...
Nós seres humanos temos uma tendência estranha para procrastinar as coisas mais urgentes e essenciais de nossas vidas. Noutras palavras - gostamos sempre de deixar para amanhã o que podemos fazer agora mesmo.
Isbi-Benobe procura com insistência “apagar a lâmpada de Israel”. Se muitos pastores tivessem um Abisai ao lado, certamente não teriam sido surpreendidos pelo inimigo. Sei de homens de Deus que se expuseram ao fracasso por não terem ao lado alguém que lhe ajudasse, lhe protegesse.
Numa determinada cidadezinha do interior, um médico receitou sulfato de bário para um paciente. Ao aviar a receita, o farmacêutico, por engano, trocou-o por sulfito de bário. A diferença entre os dois nomes é de apenas uma letra. O primeiro é utilizado para fins medicinais, e o segundo é um veneno mortal.


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!