Estudo Bíblico Gospel

Reflexão O Caminho do Senhor


"E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia, confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus." Atos 14:21-22.

É muito comum nos dias atuais ouvirmos em nossas igrejas pregações e mais pregações do Evangelho que ensinam aos irmãos que o caminho do Senhor é algo fácil de ser percorrido, que as bênçãos serão inúmeras e nenhuma dificuldade será encontrada. Mensagens que trazem aos ouvintes a idéia de um evangelho de puro triunfo, riquezas, realizações de sonhos, alcance de objetivos particulares e que praticamente excluem a menor possibilidade de tristezas e aflições, prometendo aquilo que nem a Palavra, nem Jesus Cristo prometeram.

Aqueles que são ensinados dessa maneira tornam-se fracos de diversas formas e ingênuos acerca do caminho do Reino de Deus ensinado por Jesus. Por isso nesse estudo quero mostrar que o caminho do Senhor é um Caminho Estreito, um Caminho de Esforço, um Caminho de Alívio e também um Caminho de Vitória. Veremos os diversos aspectos desse Caminho que leva à Vida, o qual, por vezes, precisa passar por momentos de dor.

1- O Caminho Estreito

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram." Mateus 7:13-14.

Em primeiro lugar o caminho do Senhor não é um caminho fácil como muitos dizem por aí. Caminhar com Jesus requer renúncia, abandono das coisas terrenas e crer nas coisas espirituais as quais os olhos não podem ver, como disse Paulo em II Coríntios 4:18: "não atentando nós nas coisas que se vêem, mas sim nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, enquanto as que se não vêem são eternas".

Nesse estreito caminho todas as nossas bagagens, as quais trouxemos do mundo, precisam ser deixadas para trás: bagagens de feitos do passado, mentira, ódio, rancor, sensualidade, vícios, bebedeiras e demais costumes do mundo. Nosso ego não cabe conosco nesse caminho e também deve ser deixado fora, assim como nossa soberba e auto-exaltação: "Qualquer, pois, que a si mesmo se exaltar, será humilhado; e qualquer que a si mesmo se humilhar, será exaltado" Mateus 23:12.

Como esse caminho é estreito, sempre é mais fácil sair dele do que permanecer nele. Assim, qualquer desvio do nosso pé seja para direita ou esquerda pode nos proporcionar uma queda, a qual pode ser plenamente amparada pelas mãos do Senhor quando acompanhada de arrependimento: "Estende as tuas mãos desde o alto; livra-me, e arrebata-me das poderosas águas e da mão do estrangeiro" Salmos 144:7. Além disso devemos lembrar que caminhamos em meio a um mundo de trevas, por isso a Luz de Deus deve sempre brilhar em nossos corações para nos iluminar pelo caminho: "Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho." Salmos 119:105.

Muitos tentarão nos tirar dessa estrada apertada: uns rirão de nós, outros usarão de persuasão para nos indicarem um atalho mais fácil para o que desejamos, muitos se oporão e geralmente são poucos os que nos ajudarão por estarem conosco na mesma caminhada. Diante disso, pergunto: Onde estão as facilidades que muitos ensinam por aí? Onde estão os caminhos de delícias? Pelo contrário, o que Jesus ensina é que por vezes até mesmo a nossa família terá que ser deixada para trás por se recusarem a caminhar conosco: "E todo o que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou filhos, ou terras, por amor do meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna" Mateus 19:29.

O Caminho Estreito, por ser deste modo, é escolhido por poucos e rejeitado por muitos, mas é o caminho que conduz à vida. Claro que não será somente aperto e dores, há também recompensas "receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna" Mateus 19:29b, mas o erro se configura em focarmos nas recompensas em detrimento do completo ensino das Escrituras.

2- Um Caminho de Esforço

"E alguém lhe perguntou: Senhor, são poucos os que se salvam? Ao que ele lhes respondeu: Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão" Lucas 13:23-24.

Segundo o dicionário online Dicio (http://www.dicio.com.br/porfiar/) o termo Porfiar significa "Insistir, Teimar, Lutar por" e revela o real combate que enfrentamos dia após dia para nos mantermos no caminho do Senhor e entrarmos pela porta estreita do Céu. O Caminho de Jesus não é fácil, mas de esforço. É com dificuldades que o justo se salva e por vezes com sofrimentos. Veja o que o apóstolo Pedro diz em I Pedro 4:18-19:

"E se o justo dificilmente se salva, onde comparecerá o ímpio pecador? Portanto os que sofrem segundo a vontade de Deus confiem as suas almas ao fiel Criador, praticando o bem".

Devemos lutar para nos mantermos em pé no caminho. Existem inúmeras forças contrárias querendo nos impulsionar para trás ou mesmo nos derrubar à beira da estrada! E satanás orquestra diversos planos para tentar nos desestabilizar os pés, enfraquecer nossos joelhos e diminuir o ritmo de nossos passos. Devemos resistir a ele através da fé e do conhecimento de que, se sofremos, existem outros irmãos pelo mundo também sofrendo e, provavelmente, muito mais do que nós: "Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar; ao qual resisti firmes na fé, sabendo que os mesmos sofrimentos estão-se cumprindo entre os vossos irmãos no mundo" I Pedro 5:8-9.

Ouvi em uma pregação a pouco tempo, narrada de textos de John Bunyan (autor do livro o Peregrino), a visão que os servos de Deus, puritanos do século XVII, tinham do sofrimento mediante o caminhar com Cristo: "O derramar do sangue dos servos de Deus, em determinados locais do mundo, em períodos determinados, servem para impedir que a Terra cheire mal, assim como o sal é colocado na carne para impedir que ela estrague". Vejam a visão desse grande servo de Deus sobre a razão dos sofrimentos que passava! Que inegável presença, em sua vida, das Palavras de Jesus: "Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á" Mateus 10:39. John Bunyan ficou treze anos preso por pregar o Evangelho e é um exemplo de esforço por entrar pela porta estreita.

Assim meus irmãos, com suor e lágrimas, esforço e luta, perseverantes e firmes continuemos nossa caminhada, sabendo que a gloriosa e grande recompensa não receberemos no início, nem no meio dela, mas ao seu final!

3- Um Caminho de Alívio

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve" Mateus 11:28-30.

Como visto anteriormente, para se caminhar pelo apertado caminho de Jesus precisamos nos desfazer de nossas bagagens. É de extrema importância que o cristão entenda que o fardo pesado que carregava no mundo não tem lugar no Reino de Deus, assim como a luz e as trevas não podem se misturar. Ter que deixar nosso fardo é uma bênção de Deus, ainda que, por vezes, não seja fácil fazê-lo. Jesus nos chama a Ele e diz: "Tomai sobre vós o meu jugo", ou seja, aliviem-se de seus pesados problemas espirituais e emocionais, de seus complexos e traumas, de lembranças amargas e ressentimentos, troquem tudo isto pelo meu fardo leve. Retirem de sobre si a avareza, pela qual você trabalhava, ajuntava, ampliava, mas nunca tinha tempo de desfrutar e perceba o real valor das coisas. Deixem seus pesados fardos de pecado e tomem sobre si o fardo leve que o sangue de Jesus pôde nos proporcionar.

Após nos dar o fardo de alívio, Ele também nos diz: "e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas". Aprender com Jesus é obter a verdadeira sabedoria, a qual manterá sobre nós um fardo sempre leve e permitirá que descansemos, ainda que estejamos caminhando. Quando um caminho é trilhado com tristeza e peso sobre as costas, certamente parecerá mais penoso e comprido do que realmente é, mas quando é percorrido com alegria, sem nenhum peso, até mesmo o tamanho da estrada parecerá menor e a caminhada ficará mais desenvolta.

Traga para este caminho o seu coração e lance todo o resto fora! Não carregue peso desnecessário, nem tente carregar o peso dos outros! Existem pessoas que não aguentam nem seu próprio fardo e tentam carregar o peso de outras pessoas consigo, caminhando com dificuldade e quase curvadas ao chão. Ninguém foi chamado por Cristo para carregar o fardo, mas para ser livre do peso que oprimia! Erga-se, alivie-se aos pés da cruz e se fortaleça para alcançar a vitória!

4- Um Caminho de Vitória

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé" II Timóteo 4:7.

Essas foram praticamente as últimas palavras de Paulo em sua segunda carta a Timóteo. Paulo lutou com honra pelo Evangelho, ficou anos preso, sofreu açoites, afrontas, acusações falsas, teve os pés e mãos acorrentados, foi apedrejado e sofreu naufrágio. Contudo, nunca parou, nem olhou para trás. Manteve o olhar fixo em Jesus e continuou em frente, cabeça erguida, olhos lacrimosos, às vezes sangrando, por vezes gemendo, em diversas ocasiões sem conhecer seu futuro na Terra, mas certo de seu destino no Céu.

Os sofrimentos eram para ele uma forma de glorificar a Deus e fortalecer os irmãos. Ele mesmo disse "E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram têm antes contribuído para o progresso do evangelho; de modo que se tem tornado manifesto a toda a guarda pretoriana e a todos os demais, que é por Cristo que estou em prisões; também a maior parte dos irmãos no Senhor, animados pelas minhas prisões, são muito mais corajosos para falar sem temor a palavra de Deus" Filipenses 1:12-14.

Deus era com ele em tudo que passou, nunca o abandonou à mercê das dificuldades. Em devido tempo o libertou de prisões (Atos 16) ou então revelou o propósito de estar novamente preso e o que deveria fazer (Atos 27:23-26). E Paulo foi caminhando pelo caminho estreito, até chegar ao final de sua jornada: "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé". E assim como ele nós também estamos na mesma jornada espiritual.

Portanto continue firme no caminho do Senhor. Tenha certeza que Ele é com você em tudo o que está sofrendo por amor de Seu Nome! Lute como Paulo fez, corra a carreira que te foi proposta, guarde a fé e use-a conforme a necessidade de cada dia! Se você olhar para o mundo à sua volta ou mesmo suas necessidades do momento, talvez se sinta compelido a desistir de tudo, mas se mantiver o foco na prêmio que espera aqueles que perseveram, poderá então dizer como Paulo declarou:

"Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda" II Timóteo 4:8.

Apesar de ser um caminho estreito em que poucos andam, de exigir esforço e perseverança, somente neste caminho de glória existe alívio, perdão, salvação e, ao final, uma coroa de justiça reservada para todos nós. Essa é a vitória que nos espera! Bendito seja Jesus Cristo! Amém.

Que Deus os abençoe em Nome de Jesus Cristo!

| Autor: Fernando Heitor de Siqueira | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!