Reflexão Combustível Para Sonhos


Quando José sonhou alcançar grandes coisas no Senhor seus irmãos ficaram revoltados. José era quem trazia ao pai as notícias dos malfeitos dos irmãos; foi a José, e não ao primogênito Judá, que o pai dera uma túnica especial; era José o primogênito da mulher a quem Jacó amava. A clara predileção do pai pelo filho mais novo já lhes era uma agressão, imagine a idéia de prostrarem-se diante do “sonhador”!
 
Movidos por esta revolta o venderam como escravo ao Egito.
 
O sonho de José era profético, dado pelo próprio Deus, mas aparentemente só lhe trouxe sofrimentos: exclusão, perseguição e escravidão.
 
Mas as dores trazidas por ter revelado o seu sonho não abalou a fé de José. No Egito, como escravo, José trabalhou diligentemente e terminou conquistando graça ante os olhos do seu senhor, tornando-se o administrador de todos os bens da casa. Parecia que, apesar de todos os problemas, a sorte de José havia sido selada: ser escravo, mas senhor dos demais conservos. Tendo em vista o ponto em que ele estava quando chegou, já era um avanço em tanto.
 
Mas havia um plano de Deus para a vida de José. O problema era que o “plano de Deus” tornava sua vida cada vez mais difícil!
 
A mulher de Potifar viu o jovem vigoroso e belo e o desejou. Fez propostas, assediou-o. Naquele momento, aos olhos dos valores que regem este mundo, José estava com “a faca e o queijo nas mãos”. Bastava atender aos clamores de sua senhora, satisfazer-lhe os apetites e ele passaria a ser o verdadeiro senhor da casa, pois gorvernaria os bens e a esposa do homem que julgava mantê-lo como escravo. Ceder era a coisa mais esperta a fazer.
 
Na nossa caminhada vemos muitas vezes situações como esta. Onde temos de optar entre agir conforme o que é mais “esperto” ou “sensato”, conforme os valores do mundo, ou agir conforme a fé que muitas vezes parece ilógica e potencialmente pode nos conduzir a uma situação aparentemente pior. Podemos ter que decidir entre confessar ou esconder; entre falar a verdade ou mentir; entre pedir perdão ou manter as aparências; entre andar conforme as coisas do mundo ou ser cristão.
 
José escolheu ser fiel a Deus. E o pior aconteceu. Por causa de sua fidelidade acabou indo para um lugar ainda mais terrível que a escravidão: a cadeia.
 
Muitos teriam se revoltado contra Deus, ou até esquecido sua fé. Afinal, foi o sonho dado por Deus que o fez escravo em uma terra estrangeira; foi a sua fidelidade a este mesmo Deus que o lançou na prisão. Até aqui em sua vida, tudo o que envolvia o Senhor trazia problemas para José. De filho predileto de um homem próspero ele passou a ser escravo em uma terra estrangeira e daí deu mais um salto para trás sendo jogado nas temíveis prisões egipcias.
 
Mas José manteve a fé e continuou confiando em Deus apesar de sua vida está indo de mal a pior por causa exatamente desta fé.
 
Na cadeia ele continuou com o bom ânimo que o caracterizava. Diligente e competente, conquistou a confiança do carcereiro e passou a adminitrar a prisão. Quando o padeiro e o copeiro de faraó tiveram sonhos que os inqueitavam, antes de lhes dara a interpretação, José mais uma vez declarou sua fé: “É Deus quem dá a capacidade de interpretar sonhos”. O garoto rejeitado, perseguido, traído, injustiçado, não havia perdido a fé no seu Senhor!
 
O final da história já conhecemos: José se tornou governador do Egito e os sonhos de Deus se cumpriram na vida dele. Mas não sem antes passar pela prova das adversidades e manter-se fiel.
 
O irônico é que, pensando que estavam destruindo os sonhos de José, os seus irmãos terminaram contribuindo para que o projeto de Deus terminasse se realizando.
 
Mesmo em todo o seu sofrimento a Bíblia reiteradamente nos diz que Deus era com ele. Mesmo traído por seus irmãos, mesmo debaixo da escravidão, da calunia, da perseguição e da prisão, em todas estas coisas Deus estava com ele. Assim como Deus está com você não importando as circunstâncias, mesmo quando aparentemente Ele não está. Você também tem sonhos de Deus em sua vida!
 
Talvez, assim como foi com José, você sofra com perseguições, calunias e opressão, mas Deus quer que você não desista e permaneça fiel a Ele. Se permanecer firme no Senhor, você verá que aquilo que hoje parece ser caminho de fracasso será usado por Deus como instrumento para que os planos Dele, que nunca são frustrados, se cumpram em sua vida e verá na prática que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8:28)
 
A sua fidelidade é o combustível que alimenta os sonhos do Senhor.
 
|  Autor: Pr. Denilson Torres  |  Divulgação: estudosgospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!