Reflexão A Graça de Deus Faz Toda Diferença


Ontem estive com a família no culto da Santa Ceia do Senhor. Confesso com alegria que senti a presença do Senhor através do louvor de um grupo de jovens, e pude notar que o Espírito Santo assopra a presença de Deus começando por uma brasa. E hoje pela manhã, ao abrir a Bíblia para escrever, meus olhos foram conduzidos a João 21:3 - o encontro, a partir do qual a graça de Deus transformou para sempre a vida de um pescador comum.

Quando o grupo de jovens recebeu oportunidade para louvar a Deus no início da Ceia, não havia nenhuma aparência de que a graça de Deus estivesse com eles. mas, havia algo especial no líder do grupo, seus movimentos de regência não eram comuns. Eram movimentos largos, mas verticais. Não sei se ele sempre rege assim, mas havia algo especial nele - a presença do Espírito Santo e a graça de Jesus Cristo. O hino era 'Tu és fiel Senhor' da Eyshila. A graça do Senhor tomou o maestro, tomou o grupo de jovens, e quando me vi - alegrei-me também no Espírito, e quando isto acontece meu coração aperta e as lágrimas começam a rolar pelo meu rosto. Quando comecei a limpá-las, notei que a mesma coisa acontecia com outros companheiros.

A graça do Senhor é que faz a diferença.

Pedro e os outros discípulos já tinha recebido sobre si o assopro da presença do Espírito Santo, embora ainda não estivessem cheios Dele, fato que aconteceria uns 40 dias depois. Ele estava em meio a uma crise causada por duas coisas: o vazio da separação porque Jesus tinha sido morto e um profundo sentimento de falta por ter negado o Senhor com tanta facilidade. Então, Pedro decidiu liderar os outros de volta a velha vida de pescadores de pouca sorte, de redes vazias.

A diferença entre uma vida cheia de frustrações e mediocridade e um futuro pleno de realizações passa por um encontro com Jesus. Três anos não foram suficientes para mudar o coração de Pedro. Sua vontade ainda prevalecia sobre o querer de Deus. Bastou apenas uma noite e um encontro com Jesus pela manhã para que sua vida mudasse definitivamente. Ele pescou a noite inteira mas não apanhou um peixe sequer. Deus não criou Pedro pescar peixes, mas para ser pescador de homens. Tirá-los da incerteza do mar escuro para brilhar com a Luz da presença de Deus.

Se Pedro insistisse em usar as redes de um pescador, seria o mais medíocre dos homens. Mas, um 'estranho' gritou da praia: 'Lançai as redes do lado direito do barco.' Ele e os companheiros obedeceram, e apanharam 153 grandes peixes.

A obediência à vontade do Senhor traz a diferença.

Deus criara Pedro para um propósito muito especial: usá-lo como líder da Igreja primitiva, mas Pedro não aceitava a idéia, tendo optado por voltar a ser um pescador comum. Jesus queria honrar Pedro colocando seu nome na Bíblia, para que sua história ficasse conhecida por bilhões de pessoas.

A graça de Deus em você pode fazer a diferença, se antes de fazer as opções importantes da vida, tiver primeiro um encontro com o Senhor, para saber a vontade Dele.

| Autor: João Cruzué | Divulgação: EstudosGospel.Com.BR |


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!