Ao ver Jesus que uma mulher samaritana vinha em direção a fonte, imediatamente disse: “Dá-me de beber. ” Era a oportunidade para o Filho de Deus, o qual estava em uma missão como humano, para salvar o homem do pecado, pois sentia as mesmas necessidades que um ser normal.
Elias, estava desanimado, angustiado, em depressão e cheio de dúvidas - Ameaçado de morte, foge da terrível Jezabel e refugia-se no deserto, embaixo de um pé de zimbro, pedindo a morte.
"E ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar”  Js 14:10-11
Já ouvi muitas pregações sobre o homem, próximo ao tanque de Betesda, que a trinta e oito anos se achava enfermo. Confesso, é difícil ouvir algo de novo sobre a passagem Bíblica em questão. É claro, mesmo que não haja renovações na interpretação, há sempre renovo na pregação.
Os leprosos, gritavam em coro, ao verem Jesus, em uma aldeia da Galileia. Eram dez, ao todo. Me chama à atenção, o fato de estarem os dez reunidos, justamente quando Jesus passava por ali. Acredito, não ter sido coincidência o encontro.