'Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estas comigo; a tua vara e teu cajado me consolam'. Salmos 23:4
É Deus que nos livra quando vêm as ondas da aflição - Salmos 42.7 Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.
Existe um intervalo entre a promessa e o cumprimento. Queremos tudo para já, mas Deus tem um tempo determinado para os seus propósitos.
O opositor de Deus vem atuando de forma sutil e em muitas vezes eficaz entre os santos do Senhor. Ele tem usado de uma arma que poucos estão percebendo que lamentavelmente tem sido utilizada por alguns que vivem entre nós. Essa arma é a fofoca, que tem causado desunião, intrigas e amarguras na vida de alguns cristãos.
Esta é a história de um homem de Deus que, enquanto obedecia à Deus, 'estava no céu', mas, quando desobedeceu foi parar no céu da boca de um leão. Por que? Porque tanto a obediência quanto a desobediência tem conseqüências diretas e imediatas em nossa vida
Elias foi sem dúvida alguma, um dos maiores profetas que o Senhor Deus levantou em sua época. Sua vida constitui-se de um notável exemplo para nós, de como Deus opera na vida daqueles que se colocam em suas mãos.
Agora, você como filho de Deus, já parou para imaginar como o Espírito Santo tem gemido, por nós, pela terra, pelas plantas e animais, talves sim talves não. Mas uma coisa gostaria de dizer, há de chegar o dia em que todos os gemidos cessarão...
Ao lidar com seus vales, lembre-se: são temporários. Alegrem-se por isso, se bem que agora é possível que vocês fiquem tristes por algum tempo, por causa dos muitos tipos de provações que vocês estão sofrendo.
Era preciso cavar e depois lutar pelos poços. Existem dificuldades naturais e inimigos espirituais. Precisamos trabalhar com esforço e perseverança, seja na vida natural ou espiritual.
Que atitude digna de louvor. Aquele homem era um desconhecido, estava machucado, mal conseguia ficar sentado... Mas o Bom Samaritano o colocou sobre sua cavalgadura e seguiu a pé, provavelmente ao seu lado, para impedir que ele caísse pela estrada a fora;
Seus planos eram para si – nada para o próximo. Observe: meus frutos; meus celeiros; meus cereais; meus bens; minha alma . O eu estava em primeiro lugar.
Nesta trajetória não há caminho neutro, muitos tem andado ou já andaram nos dois caminhos. Nem sempre o caminho sem dificuldades é o correto, você mesmo sabe qual o caminho terá um final feliz.