Esboço Oremos


Apocalipse 5:1-10

"1-Vi, na mão direita daquele que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos. 2-Vi, também, um anjo forte, que proclamava em grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos? 3-Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele; 4-e eu chorava m uito, porque ninguém foi achado digno de abrir o livro, nem mesmo de olhar para ele. 5-Todavia, um dos anciãos me disse: Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos. 6-Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra. 7-Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono; 8-e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, 9-e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação 10-e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra". Apocalipse 5.1-10

      Segundo o comentário da Bíblia Shedd, o livro selado é o livro da redenção.
     O fato de estar selado indicava a impossibilidade da redenção - nossa história estava num beco sem saída.
     A grita do anjo forte explicava o porque do impasse: não havia ninguém digno de abrir o livro - não foi sem motivo que João entrou em crise.
     Um ancião trouxe a grande notícia: o leão da tribo de Judá venceu, está em condições de abrir o livro
     Penso que o ancião, e não o anjo, trouxe a notícia porque os anciãos, como o era nas cidades antigas, são os que velam pela aplicação da justiça; no caso, estes anciãos velam para que a justiça de Deus seja satisfeita. O fato da notícia vir pelo ancião significaria, creio, a declaração de que a justiça de Deus foi satisfeita.
     João procura um leão e acha um cordeiro, parece que é assim: o céu o tem como o leão, nós sempre o adoraremos como o cordeiro.

Esse cordeiro tem características divinas:

  • sete chifres = todo poderoso
  • sete olhos = onisciente e onipresente
  • Sete = perfeição e/ou totalidade
  • chifres = poder
  • olhos = conhecimento e presença.
 
     João recebe, portanto, revelação semelhante à que Pedro recebera do Pai em Mt 16: Jesus Cristo é Deus.
      Quando o leão-cordeiro toma o livro, recebe adoração e as orações dos santos - é como se nossas orações estivessem depositadas em juízo, até que nossa situação tivesse um desfecho.
       Nossas orações foram liberadas e é por meio dela que reinamos - porque nos tornamos reino e sacerdotes que reinam sobre a terra, e sacerdotes reinam de joelhos.
       Nessas orações, penso, estão contidos, também, os louvores - daí as harpas.
Apresentar louvores e interceder é nossa prioridade.
       Jesus Cristo retomou, para a humanidade, a sua história, portanto,
 
"muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo." (Tiago 5:16)

       Oremos e interajamos em nossa história - para isso Cristo venceu!

Autor:  Pr Ariovaldo Ramos


Receba Estudos Biblicos todos os dias!
Cadastre-se seu e-mail! É Grátis
     Digite seu Email Abaixo
Emails Cadastrados

OBS: Não esqueça de confirmar seu email em seguida!